Tanabata Matsuri

Tanabata Matsuri é um festival anual do Japão que se originou através da lenda chinesa de amor entre a princesa Orihime” Princesa tecelã” e o tratador de gado Hikoboshi” Pastor de gado”. Resumindo, os dois se apaixonam, avacalharam com suas obrigações do dia a dia perdidos de amor. O pai de Orihime furioso, resolve separar cada um numa ponta da Via Láctea como forma de punição. Mas, permitiu que eles se reencontrassem apenas uma vez por ano, no sétimo dia do sétimo mês. Neste dia, através de uma ponte de estrelas, atravessariam a galáxia para se reencontrarem.

No Japão, cada província possui sua forma criativa de organizar a festa. Isto vira praticamente, uma competição entre províncias para atrair mais turistas à região. Para os historiadores do país, algumas prefeituras, usaram estes festivais na pós guerra, para revitalizar o comércio, e elevar o astral da população.

A decoração dos ramos de bambus são únicas e originais. O evento atrai turistas às regiões mais concorridas pela beleza. A duração do festival costuma ser de três dias, sexta, sábado e domingo. A prefeitura promove shows com personagens de anime, Jpop, apresentações tradicionais, queima de fogos, comidas típicas, concurso de quem será a Orihime do ano e turismo local.

Só um desabafo em meio ao texto acima: Se aqui no Brasil tivesse esse olhar pelas prefeituras locais de promoverem o turismo de cada região criando personagens da cidade, investindo em atrações turísticas, valorização do artesanato local, inventar uma comida típica, lembrancinhas bem originais e etc seria tão legal não?Eu ia querer perambular o Brasil todo!

Aqui no Brasil, este mesmo festival acontece em diversos estados. Pela ACAL(Associação Cultural Assistencial de Liberdade), na praça da Liberdade, em São Paulo, este ano já aconteceu e eu fui em família que nem um pinto no lixo.

Não tenho fotos infelizmente. Porque fui com o objetivo de tirar o dia para comer coisas japonesas somente haha. Minha atenção estava totalmente concentrada nas barraquinhas erguidas na ponte. Como todo evento que fui japonês, enche MUITO! “Oh loko meu!”=D Tem que chegar cedoooo!!!! Caro leitor, para ter uma ideia, chegamos 10h20 lá…. Já era tanta gente que ficávamos incomodados com o empurra empurra. Mas não desistimos de comer! Isso jamais em nossa família. Não lembro o nome das barracas desculpa gente… Vou listar o que comemos:

Gyudon R$ 15,00

Gyoza gigante do Nakamura R$ 8,00 – Este é famoso e é comprar sem medo de ser feliz=)

Suco de morango batido com leite condensado (Não lembro valor)- Muito doce… 

Temaki de atum grelhado e cream cheese R$ 10,00 – Meu esposo que comeu. Ele não é parecido comigo então evito postar a opinião dele. É do tipo come até pedra. haha

Choux cream de baunilha R$ 8,00 – Vou fazer um post sobre. Gostei muito!

Pastel de camarão(Não lembro) – Marido

Arroz chinês com castanhas shitake e frango(Não lembro) – Me arrependi de ter comprado… O arroz estava bem seco e duro. Não sei se é um tipo de arroz diferente mas pensei que pudesse ser motigome. 

Tortinha de nozes(Não lembro) – Não tinha creme no meio, estava seco também…

Além destes tinha takoyaki de camarão, que achei diferente mas não tive coragem de comprar, kakigoori(raspadinha de gelo com xarope em cima), yakissoba, oniguiri, enfim, uma infinidade de gulodices e algumas lojinhas de artesanato.

No fim, comemos essas iguarias e em seguida descobrimos um restaurante MARA que depois vou postar onde fica e o que oferece=) Claro que, restaurante japonês haha.




DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here